Páginas

Homens são óbvios.

Eu por mais que tenha uma fascinação pelos homens,  as vezes me cansa o fato deles serem tão óbvios no sexo. Por mais que  alguns tenham umas fantasias estranhas ao meu ver ainda continuam a parecer óbvios.
  Uma coisa muito comum entre algumas fantasias deles, bom, pelo menos ao meu ver, 80%  tem a fantasia de transar com duas mulheres.  Grande maioria também deseja o sexo anal. Mas também já peguei  alguns caras com desejos meio estranhos pra mim que gosto de uma sacanagem mais nada tão bizarro assim. 
   Conversando com um cara, ele veio até mim e disse que teria vontade  e curiosidade  que eu fizesse xixi nele, minha reação foi de imediato, rir.  Eu não posso dizer que não faria, acho que toda experiência é valida desde que não ultrapasse os meus limites, e olha que meus limites são bem extensos.
   Normalmente os caras que conheço não tem esses tipos de fantasias loucas, muitos são bem tradicionais, mas fico me perguntando o por que deles serem assim. Talvez as mulheres com quem se relacionam sejam também um pouco presas quanto ao sexo. Talvez, tenham medo de dizer que gostam de alguma coisa mais além do pau na boceta e posições que sempre fazem. Enfim, parceiros que não curtem se conhecer profundamente na hora do sexo não expondo seus desejos e vontades.
  Eu estou no começo da vida sexual e sinceramente quero poder provar um pouco de tudo, mas tudo mesmo só que isso vai acontecer ao longo da minha vida. Não vai ser nada legal se eu decidir fazer anal agora ou transar a 3 se eu não possuo essa vontade  no momento. Até por que conforme você adquire experiencia sexual já vai percebendo uma certa necessidade de algo e a não vontade de fazer algo. Como no meu caso acontece com o anal e o ménage. Já que acho que bunda foi feita especificamente para cagar mas não nego que ali pode sim ser um alvo de prazer tanto para o homem quanto para a mulher, ou o ménage, pois creio eu que esteja na fase de curtir a dois apenas. Não me vejo na cama dando atenção a duas pessoas, se de fato quero dedicar o tempo integralmente ao homem ou a mulher com quem esteja no momento. Quem sabe quando eu estiver mais madura eu pare para poder pensar nessa possibilidade, mas por enquanto a vontade não existe. Mas só pra deixar claro, falo do ménage quando à duas mulheres e um homem, no caso de dois homens e euzinha aqui é um pouco diferente, por que sou louca para ter dois caras em minha cama, porém não por penetração dupla. Isso não tenho mesmo a minima vontade.
  Mas voltando aos tipo de fantasias sexuais dos homens parecerem sempre a mesma coisa, bom acredito eu no momento ser verdade, e se não for procurarei relatar aqui.

Querida Solidão.



Eu escolhi a solidão, ela não veio por livre e espontânea vontade. Eu a chamei e a abracei tão fortemente desejando-a como a mesma intenção que se deseja o amor.
  A solidão não é um problema para mim, ela me traz paz. Me traz pensamentos e discussões mentais em que apenas eu, consigo resolver, julgar e concluir. É uma oportunidade de conhecer o meu eu, de poder refletir sobre tudo, todos, desde as coisas mais banais as mais importantes.
  A solidão deixa o meu espirito livre, é como se todas as vozes que me irritam, me consomem durante o dia ou a noite nunca houvessem existido.
  Gosto de estar sozinha, ouvir minha musica e viajar pelo meu mundo. Como se eu pudesse esquecer tudo o que está ao redor. De uma forma ou de outra não é o tempo que me conforta, é a solidão. Pois  ao invés de ficar lamentando a perda e chorando, fico pensando como  reverter tudo e continuar a viver feliz.
 A solidão fez com que eu pudesse me amar mais. Com que eu pudesse reparar mais nas pessoas e poder conhece-las de um angulo  diferente, pois o superficial não me agradava tanto quando não conseguia entender a felicidade ou tristeza das pessoas que estavam ao meu redor e me faziam feliz.
  A solidão me livra de conversas chatas e desnecessária na maioria das vezes. Permite com que eu observe mais as estrelas quando sento na varanda de casa a noite, e as pessoas desconhecidas também.
  Me permiti a solidão pois ela é extremamente necessária para viver bem, sozinha consigo me sentir mais.
Gostaria de sair por ai com ela ao meu lado, me guiando por várias estradas e cidades, sorrindo comigo, conversando comigo, debatendo comigo e espalhando um pouco da minha loucura com o mundo e quem sabe assim uma vez ou outra  eu considere o fato de uma conversação estranha e intelectual com outro ser que se parece tanto fisicamente comigo.


  * E assim vou cantando por ai para uma platéia imaginária, sorrindo e rodando. Deslizo os meus pés, sinto o chão até alguém abrir a porta e me tirar da minha amada solidão.